Sweet Little Things

538 notas

Não é sobre ser certo ou errado. O amor não é um ato, é simplesmente o que duas pessoas formam. Como um enlaçar. Você já se perguntou se dar laço no cadarço do tênis está certo ou errado? Não. Mas você sabe que quando une as duas pontas, que elas devem ficar assim. Sendo correto ou não. Assim é o amor, é a junção de duas pontas que ficam melhores unidas.
William Neves. (via textografias)

(via tigers-loved)

22.932 notas

Meu coração é meio bobo. Me chame de princesa, que eu derreto. Me chame de pequena, que eu me apaixono. Me chama de querida, que eu adoro. Me chama de anjo, que eu cuidarei de você como um. Me chama de doce, e adoçarei a sua vida. Me chame de amor, e eu vou te amar. Me chame de linda, que eu tentarei fazer da sua vida mais bonita. Me chama de sua Julieta, e você será meu Romeu. Me chama de bebê, e eu deixarei que você cuide de mim. Mas me chame de minha, e eu serei somente sua.
Tati Bernardi.   (via remoldurada)

(Fonte: INVERNOPERFEITO, via tigers-loved)

18.687 notas

Na convivência, o tempo não importa. Se for um minuto, uma hora, uma vida. O que importa é o que ficou deste minuto, desta hora, desta vida. Lembra que o que importa é tudo que semeares, colherás. Por isso, marca a tua passagem. Deixa algo de ti, do teu minuto, da tua hora, do teu dia, da tua vida.
Mário Quintana (via sintonizo)

(Fonte: a-morenaa, via tigers-loved)

15.320 notas

Você pode conhecer vinte caras bonitos e que te entendem muito bem, dez caras legais que cuidam de você como se fosse um diamante precioso, uns outros tantos inteligentes, atraentes, bacanas e engraçados em ordem aleatória. Nenhum deles te encanta. Por que? Falta o tão chamado click, aquele jeito especial que ninguém explica. Pode ser o jeito de mexer no cabelo, a forma como ele te olha, que conversa contigo ou até mesmo um jeito secreto que nem o profeta mais sábio percebe, mas que está lá, você pode ver. Entre tantos milhares, talvez um ou outro se salve ao filtro do “jeito”, e daí você percebe: é esse que eu quero abraçar e não largar mais, com quem eu quero me enrolar embaixo de cobertores e com quem eu quero dividir todos meus segredos. Baseado no quê? Num jeito inexplicável ao resto do mundo.
Martha Medeiros.  (via enamorava)

(Fonte: cool--cool, via tigers-loved)